Última hora

Última hora

Londres 2012: Contagem decrescente entra na reta final

Em leitura:

Londres 2012: Contagem decrescente entra na reta final

Tamanho do texto Aa Aa

Desde esta quarta feira que falta um ano para os heróis do desporto mundial chegarem em Londres para o maior evento desportivo do planeta, alguns apenas para participar, outros em busca das cobiçadas medalhas.

Uma data especial celebrada com pompa e circunstância pelo Comité Olímpico Internacional. A contagem decrescente entra na reta final e em Londres garantem que estará tudo pronto a tempo e horas, sobretudo o seu presidente da câmara, o carismático Boris Johnson:

“As ruas vão estar prontas, não vão? Os comboios vão estar prontos, os táxis vão estar prontos, os teatros vão estar prontos, os autocarros vão estar prontos, com uma nova funcionalidade para subir e descer. Os hotéis vão estar prontos, as bicicletas vão estar prontas.

Os recintos olímpicos estão tão prontos que podíamos começar os jogos já amanhã e apanhar o resto do mundo a dormir. Acima de tudo, as pessoas de Londres vão estar prontas.”

O investimento total rondou os dez mil e quinhentos milhões de euros, com as joias da coroa a serem naturalmente o Estádio Olímpico, com capacidade para 80 mil espetadores, e o espetacular Centro Aquático.

Jacques Rogge, presidente do Comité Olímpico Internacional, garante que nunca viu nada assim. Noventa por cento das infraestruturas previstas estão concluídas, a preocupação da organização prende-se agora com os imprevistos.

O belga lembra que a segurança tem sido a principal prioridade do COI desde o massacre de Munique em 1972, uma tragédia que viveu enquanto atleta.

Uma preocupação que se traduz nos 670 milhões de euros orçamentados para a segurança, numa operação policial sem precedentes.