Última hora

Última hora

PM chinês promete justiça às vítimas de desastre ferroviário

Em leitura:

PM chinês promete justiça às vítimas de desastre ferroviário

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro chinês prometeu mão de ferro contra os responsáveis pelo acidente ferroviário que matou 39 pessoas no sábado.

Wen Jiabao foi visitar o local do desastre e prometeu sanções. O acidente deveu-se a uma falha na sinalização, que provocou o choque de um comboio de alta velocidade com um outro, que estava parado.

“Se a investigação provar que houve comportamento corrupto, essas informações vão ser levadas muito a sério e os responsáveis serão punidos de acordo com a lei”, disse o chefe do governo.

O acidente suscitou a ira do público, sobretudo porque há suspeitas de encobrimento das causas por parte do instituto responsável pela sinalização das vias férreas. Esse encobrimento terá sido feito para proteger projetos futuros dos caminhos-de-ferro chineses.

“Quero perguntar ao governo o que causou este acidente, quero saber se os socorros fizeram tudo para salvar as pessoas e quero saber o que se passa com as indemnizações. 99% das pessoas aqui não estão satisfeitas”, diz um familiar de uma das vítimas.

O instituto da sinalização assumiu a responsabilidade pelo acidente e pediu desculpas públicas. O desastre ocorreu porque um semáforo ficou verde quando deveria ter mudado para o vermelho, o que permitiu a passagem do TGV que colidiu com o comboio parado.