Última hora

Última hora

Espanhóis elegem novo primeiro-ministro em novembro

Em leitura:

Espanhóis elegem novo primeiro-ministro em novembro

Tamanho do texto Aa Aa

Os espanhóis vão às urnas no próximo dia 20 de novembro. O primeiro-ministro José Luíz Rodriguez Zapatero anunciou uma antecipação das eleições legislativas, inicialmente previstas para março do próximo ano.

Zapatero justificou que foram atingidos “os objetivos fixados para a segunda parte da legislatura”, nomeadamente a recuperação da economia e as metas reformistas sociolaborais, de competitividade e do sistema financeiro.

“Se acho importante que se realizem eleições no outono é para que o novo Governo, que for eleito, se encarregue de todo o exercício económico relativo a 2012”, disse o primeiro-ministro espanhol.

O líder da oposição, Mariano Rajoy, que perdeu duas vezes frente a Zapatero, já tinha solicitado repetidamente esta antecipação: “É uma boa notícia porque é o que desejava a maioria da sociedade espanhola. Agora os espanhóis têm a palavra e poderão decidir. Agora são os verdadeiros protagonistas.”

Para os “indignados”, que se concentraram na Porta do Sol, em Madrid, e se manifestaram em nome de uma reforma eleitoral, o anúncio pouco ou nada muda na realidade espanhola.

“Estão num sistema em que jogam com as suas estratégias, as suas táticas, os momentos melhores e piores quando lhes parece oportuno. A mim é-me indiferente”, lamenta um dos “indignados”.

Nas próximas legislativas, o Partido Socialista Operário Espanhol terá um novo líder. Trata-se do vice-primeiro-ministro Alfredo Pérez Rubalcaba, aspirante único às eleições primárias ditadas pela decisão de Zapatero de não se recandidatar.