Última hora

Última hora

Líbia: general dissidente assassinado no bastião rebelde de Benghazi

Em leitura:

Líbia: general dissidente assassinado no bastião rebelde de Benghazi

Tamanho do texto Aa Aa

Os rebeldes líbios anunciaram o assassinato do seu líder militar. O general dissidente Abdel Fatah Younes foi morto por um grupo de homens armados no bastião rebelde de Benghazi, onde tinha sido convocado por uma comissão de inquérito.

Ex-ministro do Interior e antigo “número dois” de Muammar Kadhafi, Younes aliou-se rapidamente à contestação contra o líder líbio, embora não tivesse conseguido conquistar a confiança de toda a cúpula rebelde.

Segundo o orgão dirigente da rebelião, o chefe do grupo que matou o general foi detido.

O assassinato de Younes representa um golpe duro para os rebeldes, que esta quinta-feira tinham conseguido conquistar várias localidades no Oeste do país.

Depois de protagonizarem combates intensos com as tropas leais a Kadhafi em Al-Ghazaya, os rebeldes assumiram o controlo da cidade fronteiriça com a Tunísia e avançaram ainda para outra aldeia, a uma dezena de quilómetros para nordeste.