Última hora

Última hora

"News of the World" alvo de novas acusações de escutas ilegais

Em leitura:

"News of the World" alvo de novas acusações de escutas ilegais

Tamanho do texto Aa Aa

Um novo capítulo no escândalo das escutas ilegais no Reino Unido mantém viva a polémica.

A mãe de uma menina britânica, sequestrada e morta por um pedófilo em 2000, diz ter sido informada pela polícia de que o seu telefone também terá sido intercetado por Glenn Mulcaire, o detetive que trabalhava para o jornal “News of the World”.

O telefone teria sido oferecido por Rebekah Brooks, a antiga responsável do grupo de Rupert Murdoch no Reino Unido. Na altura era diretora do tablóide.

O jornal acompanhou a par e passo o caso da menina, Sarah Payne, desaparecida e depois da notícia da morte Brooks empenhou-se na aprovação de uma lei – conhecida como “lei Sarah” – para divulgar a morada de condenados por pedofilia.

Motivo que levou, na altura, a mãe da menina a agradecer aos “fiéis amigos” do tablóide, manifestando-se agora desapontada.

Rebekah Brooks considera estas declarações “odiosas” e “chocantes”, numa altura em que foi lançada a comissão encarregue da investigação pública do escândalo. É presidida pelo juiz Brian Leveson. As audiências estão marcadas para setembro.