Última hora

Última hora

Tragédia de Smolensk empurra ministro da Defesa para demissão

Em leitura:

Tragédia de Smolensk empurra ministro da Defesa para demissão

Tamanho do texto Aa Aa

Uma consequência direta das conclusões da investigação polaca ao acidente que vitimou o presidente Kazcinsky – publicadas esta sexta-feira – foi a demissão do ministro da Defesa da Polónia Bodgan Klich.

O primeiro-ministro Donald Tusk aceitou a demissão e sublinhou a diferença entre as investigações russa e polaca.

“No relatório podemos ver o que faltava nas conclusões russas, ou seja há referência aos erros e falhas no aeroporto de Smolensk e no trabalho dos controladores russos”, referiu Donald Tusk. À euronews um perito russo em aviação referiu que apesar dos erros no aeroporto de destino, uma das principais causas tinha sido já referida.

“O mais importante foi confirmado pela conclusão da comissão russa – onde trabalharam peritos polacos – que diz que a causa do acidente foi a preparação insuficiente da tripulação para voo daquele género”, disse Oleg Smirnov.

A tragédia nacional polaca ocorreu durante um período de reconciliação entre Moscovo e Varsóvia. O avião caiu na mesma região onde na II Guerra Mundial pelo menos 21 mil oficiais polacos foram massacrados pelos soviéticos.