Última hora

Última hora

Mulheres indianas em "Slutwalk"

Em leitura:

Mulheres indianas em "Slutwalk"

Tamanho do texto Aa Aa

No Facebook, 5 mil confirmaram a participação, mas na realidade apareceram somente algumas dezenas de pessoas ou esta não fosse a versão indiana do movimento “Slutwalk”.

Muito menos ousada do que as congéneres noutros países, a marcha de Nova Deli pelos direitos das mulheres e contra a violência de género não deixou de fazer bandeira da sua mensagem.

Uma participante explicou que “as mulheres têm o direito a usar roupas curtas, sem serem chamadas de ordinárias; é uma questão de luta para mudar as perceções”. Os homens, curiosamente em maioria no desfile, argumentaram pela defesa do princípio da igualdade.

O movimento, nascido no Canadá, foi batizado aqui de outra forma. De “slut”“ordinária” passou-se a “shameless”“sem vergonha”, até porque os grupos hindus de extrema-direita ameaçaram com “consequências”, caso os limites da decência fossem ultrapassados.