Última hora

Última hora

Presidente sírio elogia militares no rescaldo de intervenção sangrenta

Em leitura:

Presidente sírio elogia militares no rescaldo de intervenção sangrenta

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente sírio teceu rasgados elogios aos militares, numa altura em que o Exército comemora o 66º aniversário.

Bachar al-Assad destacou o empenho na defesa dos “direitos face aos planos agressivos que visam o país.”

Declarações que surgem na sequência da intervenção militar de ontem em Hama, a cidade que em 1982 tinha sido palco de um massacre levado a cabo sob a presidência do pai de Assad.

O assalto sangrento a Hama traduziu-se em mais de uma centena de mortos. O presidente norte-americano, Barack Obama, declarou-se “horrorizado”, prometendo medidas de resposta a Assad.

O ministro britânico dos Negócios Estrangeiros, William Hague, também pediu mais pressão internacional, mas excluiu uma intervenção militar.

A repressão militar terá feito em quatro meses mais de dois mil mortos, a grande maioria civis.