Última hora

Última hora

Estados Unidos vão aumentar limite da dívida

Em leitura:

Estados Unidos vão aumentar limite da dívida

Tamanho do texto Aa Aa

O mundo estava à espera deste momento. Por 74 contra 26 votos, o Senado americano aprovou o aumento do limite da dívida soberana dos Estados Unidos, mesmo em cima do fim do prazo para a entrada em incumprimento.

A dívida pública americana, segundo o acordo, terá um teto mais elevado, subindo 2,1 biliões de dólares, o mesmo que dizer 1,5 milhões de milhões de euros.

A Câmara dos Representantes, que era o grande desafio para Barack Obama, uma vez que os republicanos detêm aí a maioria, tinha chegado a consenso, depois de meses de batalhas negociais: 269 contra 161 votos permitiram o avanço das medidas. O escrutínio no Senado, onde os Democratas dominam em número, estaria à partida assegurado.

A moeda de troca do compromisso assenta na obrigação do decréscimo da despesa aproximadamente na mesma ordem da subida do endividamento.

A fatia de leão dos cortes vai para a Defesa, área que terá uma redução de 350 mil milhões de dólares.

Os cortes têm de ser determinados por uma comissão bipartidária até ao dia 23 de Novembro, caso contrário são automaticamente subtraídos, em montantes iguais, nos diferentes campos de intervenção.