Última hora

Última hora

EUA: Câmara dos representantes vota acordo da dívida pública

Em leitura:

EUA: Câmara dos representantes vota acordo da dívida pública

Tamanho do texto Aa Aa

A crise da dívida pública americana está a um passo de ser resolvida. A câmara dos representantes aprovou o acordo selado no domingo entre os líderes republicanos e democratas do congresso. O texto foi adotado com 269 votos a favor e 161 contra. Para que o acordo seja definitivamente aprovado falta agora o voto do senado. A câmara alta do congresso vai pronunciar-se esta terça-feira. O texto contou com o apoio da representante democrata Gabrielle Giffords, que regressou pela primeira vez ao Congresso desde que foi baleada na cabeça em janeiro.
 
A chefe da minoria democrata na câmara dos representantes, Nancy Pelosy, declarou que apesar de haver muitas razões para votar contra o acordo era importante aprová-lo para evitar cortes na segurança social e no sistema de saúde, uma das bandeiras do primeiro mandato do presidente Obama. Essa era a missão principal da liderança democrata e “esse objetivo foi alcançado”.
 
Os Estados Unidos podem entrar em incumprimento se o texto não for aprovado pelo Congresso até à meia-noite de terça-feira, hora local. Este texto permite aumentar o défice público e Washington só pode honrar os seus compromissos financeiros se recorrer ao mercado obrigacionista. O atual défice público é de 14294 mil milhões de dólares.