Última hora

Última hora

Londres inquieta-se com o contágio da zona euro

Em leitura:

Londres inquieta-se com o contágio da zona euro

Tamanho do texto Aa Aa

À margem do euro, os alarmes da City, o bairro financeiro de Londres, soam cada vez mais alto.

A partir da Califórnia, o responsável britânico das Finanças, George Osborne, realizou uma ronda urgente de contactos, apelando à Espanha e a Itália para concretizarem rapidamente os planos de redução de défice.

Entrevistados pela euronews, alguns analistas da City fizeram eco destas preocupações.

Derek Halpeny afirma que “o mais importante, é uma ação rápida por parte das autoridades europeias, no sentido de acalmar os mercados e mostrar vontade de aumentar dramaticamente a importância do fundo de estabilidade”. Caso contrário, “no final do mês, a situação pode tornar-se muito mais difícil de controlar”.

Para o especialista Charlie Diebel, tudo isto “é um processo de muito longo prazo. Fala-se na reestruturação de economias, o que leva muitos anos. Por isso, não haverá uma compressão súbita dos spreads, os problemas não se vão dissipar. Os políticos europeus têm é de conseguir acordos suficientes em diversas áreas, de forma a estabilizar os mercados e estancar o contágio”.

O governo de David Cameron afirma que a banca do país continua estável. Já a oposição denuncia o perigo britânico: o país não regista crescimento há nove meses.