Última hora

Última hora

Ortodoxos juntam-se às manifestações em Israel

Em leitura:

Ortodoxos juntam-se às manifestações em Israel

Tamanho do texto Aa Aa

Em Israel, as manifestações contra o preço alto das casas acabaram numa troca de insultos entre judeus radicais e apoiantes da esquerda.

Esta quinta-feira, um grupo de militantes a defender os colonatos na Cisjordânia juntou-se aos protestos, mas não foi bem recebido.

“O problema da habitação em Israel é que não há construções em Jerusalém e Netanyahu não deixa construir na Judeia e em Samaria. Quando começarem a construir nesses locais, vai haver casas para toda a gente”, diz um dos radicais.

Há vários dias que um grupo se mantém acampado na avenida Rotschild, em Telavive, em protesto contra o preço da habitação. Para este grupo, os colonatos só pioram a situação: “Isto é chocante, este grupo representa as pessoas mais nojentas do país. São racistas e tentam aproveitar-se desta manifestação. Mas as lutas sociais não lhes interessam nada”, diz um manifestante, respondendo à presença dos ortodoxos.

O governo israelita autorizou a construção de 900 novas casas em Jerusalém-leste, apesar dos protestos dos palestinianos e da comunidade internacional. Estas novas casas ficam junto à cidade palestiniana de Belém.

Na Cisjordânia, são já cerca de 300.000 os colonos israelitas.