Última hora

Última hora

Síria: cresce coro internacional de condenações

Em leitura:

Síria: cresce coro internacional de condenações

Tamanho do texto Aa Aa

Na primeira sexta-feira do mês sagrado do Ramadão as forças de segurança mataram pelo menos 4 pessoas próximo à capital, Damâsco.

Enquanto isso, em várias localidades decorriam manifestações de apoio à população de Hama, uma localidade rebelde isolada onde desde há uma semana o exército sírio está envolvido em operações.

Estima-se que desde domingo mais de 135 pessoas tenham sido mortas só nesta localidade.

A ofensiva das forças armadas do regime do presidente Bashar al-Assad tem sido alvo de críticas crescentes no Ocidente.

A Casa Branca afirma que o presidente sírio está a conduzir o seu país e a região numa via descrita como “perigosa”. As Nações Unidas condenaram igualmente o recurso à força para lidar com manifestações pacíficas.

Também a Rússia juntou a sua voz ao coro de condenações.

“Bashar al-Assad precisa de acionar reformas urgentemente, reconciliar-se com a oposição, restaurar a paz e criar um estado moderno. Se não o fizer, então enfrentará um futuro triste”, disse o presidente russo, Dmitri Medvedev.

Na localidade de Idleb, imagens captadas por um vídeo amador mostram que após as orações de sexta-feira, centenas de manifestantes desceram às ruas exigindo o fim do regime sírio.

Segundo fontes oficiais, dois polícias foram mortos e oito ficaram feridos em resultado de uma emboscada.