Última hora

Última hora

Repressão militar do Exército sírio faz pelo menos 30 mortos

Em leitura:

Repressão militar do Exército sírio faz pelo menos 30 mortos

Tamanho do texto Aa Aa

A ofensiva lançada pelo Exército sírio em duas localidades, esta madrugada, já provocou a morte de pelo menos 30 civis.

De acordo com o presidente do Observatório Sírio dos Direitos Humanos vários blindados tomaram de assalto a cidade de Deir Ezzor, no leste do país, provocando a morte a pelo menos duas dezenas de pessoas.

Na cidade de Houlé, província de Homs, no centro da Síria, contabilizam-se oito mortos e um número indeterminado de feridos.

A repressão aconteceu horas depois do secretário-geral da Nações Unidas apelar ao presidente sírio, Bashar al-Asssad, para por termo à ofensiva contra os manifestantes anti-regime.

Uma ofensiva que matou pelo menos 300 civis, durante o assalto de seis dias à cidade de Hama, considerada o bastião da revolta contra o poder.

Washington, Paris e Berlim equacionam novas medidas contra Damasco e a pressão internacional foi também reforçada do lado do mundo árabe. As monarquias do Golfo apelaram ao fim do “derrame de sangue” na Síria e à introdução de reformas.

Sem conseguir deter a vaga de contestação popular, o Governo sírio prometeu este sábado realizar eleições legislativas “livres e transparentes” até ao fim do ano.