Última hora

Última hora

As raízes dos motins em Londres

Em leitura:

As raízes dos motins em Londres

Tamanho do texto Aa Aa

Os motins começaram depois de Mark Duggan de 29 anos ter sido morto pela polícia no norte de Londres.

Os protestos nas ruas começaram de forma pacífica, mas depressa degeneraram em violência.

As circunstâncias da morte de Duggan ainda estão a ser investigadas.

Os amigos da vítima falam de um bom pai de famílía, mas há também quem garanta que estava ligado a um gangue local.

O incidente em Tottenham Hale veio acentuar as já difíceis relações entre as forças policiais e a comunidade negra britânica.

Na memória estão ainda bem presentes os motins de 1980 e de 1985 em Londres e de Liverpool.

Na altura, a violência foi desencadeada pelas detenções efetuadas pela polícia, contra quem se insurgiram. Hoje o alvo continua a ser o mesmo.

Muitos consideram que as autoridades atuam em função da cor da pele dos cidadãos e acusam os agentes de associarem a comunidade negra à criminalidade.

De acordo com os analistas, a maioria dos autores da violência dos últimos dias são jovens que não têm trabalho, nem perspetivas de futuro. E a comunidade negra é, sem dúvida, a mais afetada. Os jovens deparam-se com uma taxa de desemprego na ordem dos 50%.

Os cortes orçamentais anunciados pelo governo também não ajudam. Dos clubes de jovens às instituições de solidariedade, muitos viram-se privados de atividades e de incentivos.

A morte Mark Duggan pode ser considerado o rastilho que faltava para incendiar as ruas de uma sociedade há muito fragmentada.