Última hora

Última hora

Investigação: governo nipónico terá ignorado informações sobre fugas radioativas

Em leitura:

Investigação: governo nipónico terá ignorado informações sobre fugas radioativas

Tamanho do texto Aa Aa

O sistema japonês para detetar fugas radioativas estava operacional desde o início da crise nuclear, mas as autoridades nipónicas ignoraram as informações.

Pelo menos é o que revela uma investigação da Associated Press.

A agência de notícias dá o exemplo de uma escola situada a 10 quilómetros da central nuclear de Fukushima que além de não ter sido imediatamente evacuada, acabou por servir como centro de abrigo.

As autoridades nipónicas negam ter tido acesso às informações, entretanto, tornadas públicas.

O Presidente da câmara de Namie, uma das regiões mais afetadas, acusa o governo japonês de estar a mentir e afirma que o executivo tinha conhecimento daquilo que se passava.

As informações que alertavam para existência de fugas radioativas, em áreas que não chegaram a ser evacuadas, terão sido enviadas para a Agência de Segurança Nuclear japonesa. Mas a partir daqui, e oficialmente, ninguém consegue explicar o que foi feito com os dados recolhidos.