Última hora

Última hora

Londres: motins são espelho da revolta, dizem moradores

Em leitura:

Londres: motins são espelho da revolta, dizem moradores

Tamanho do texto Aa Aa

Os distúrbios em Londres revelam as tensões sociais nos bairros mais desfavorecidos. Pelo menos é o que pensam várias pessoas, ouvidas pelo correspondente da euronews, em Londres. A morte de um jovem de 29 anos, na quinta-feira, durante um incidente com a polícia, foi o rastilho para a explosão de revolta.

“É repugnante. No fim de contas não tem nada a ver com o homem que foi morto”, diz uma residente de Brixton.

“Vai levar tempo até às pessoas se acalmarem e vai ser caro reconstruir todas estas lojas que foram destruídas”, acrescenta outra.

“Os motins na Inglaterra nunca resolveram o problema. Só queremos ser ouvidos, queremos justiça, não queremos ser excluídos. Vivemos em Brixton e ninguém nos dá nada. Estamos fartos e se as pessoas querem envolver-se em motins é porque estão fartas. Percebe? Não concordo com os motins mas já chega!”, desabafa um homem.

“Quando não conseguimos justiça o que se vê é uma explosão de raiva. Martin Luther King disse-o: se não se ouvir a voz dos que não têm voz, eles vão ser ouvidos. Pode-se não gostar do que se se vai ouvit, mas vai-se ouvir”, conclui outro morador de Brixton.