Última hora

Última hora

Calma regressa gradualmente à Inglaterra

Em leitura:

Calma regressa gradualmente à Inglaterra

Tamanho do texto Aa Aa

Face ao batalhão de polícias nas ruas, a calma parece ter regressado a Londres e às outras cidades britânicas.

As ameaças do primeiro-ministro surtiram efeito.

David Cameron prometeu uma resposta firme à vaga de motins e autorizou o uso de canhões de água e de balas de borracha, se necessário.

Em Londres, foram mobilizados 16 mil polícias. No total, foram detidas mais de 800 pessoas desde sábado à noite. Cerca de 280 foram formalmente acusadas.

Em Birmingham, os ânimos também se acalmaram esta noite. A polícia abriu um inquérito por homicídio na sequência do atropelamento fatal de três pessoas. Um suspeito foi detido. Segundo várias testemunhas, as vítimas integravam um grupo que tentava defender o bairro das pilhagens devido à falta de polícias.

“Estamos todos juntos nisto. Não perdoamos o que aconteceu, condenamo-lo absolutamente e estamos basicamente reunidos aqui, esta noite, para prestar homenagem às vítimas”, descreveu um dos participantes numa vigília em memória dos três indivíduos.

Além de Birmingham, a calma também regressou a Manchester e Liverpool. Mas as noites anteriores testemunharam os piores motins dos últimos vinte anos na Inglaterra, que vão ser discutidos, esta quinta-feira, numa sessão extraordinária do Parlamento.