Última hora

Última hora

Sarkozy e Merkel vão ter de interromper por exigência dos mercados

Em leitura:

Sarkozy e Merkel vão ter de interromper por exigência dos mercados

Tamanho do texto Aa Aa

Onde estão os líderes das principais economias europeias enquanto os mercados da zona euro se afundam?

Uma das últimas aparições de Angela Merkel foi a 25 de julho, na abertura da 100/a edição do Festival de Bayreuth, na Alemanha.

Depois disso, a chefe de governo da principal economia da zona euro não deu mais sinal de vida.

Depois de ter afastado a hipótese de suspender as férias, Nicolas Sarkozy foi obrigado a cerder à pressão dos mercados para comparecer numa reunião de urgência no Eliseu.

Mas foi preciso que o principal índice da Bolsa de Paris perdesse quase 11% na semana passada para que o presidente francês reagisse. O DAX alemão perdeu quase 13% numa semana e Merkel continua muda.

A Itália e a Espanha, terceira e quarta economias da zona euro, tiveram baixas nos mercados de 13% e 10%, apesar dos anúncios das reformas.

O euro está mal, mas as políticas podem mudar os dados, como explica um analista:

“Para o fututo do euro, a política é suficinte e são os políticos que devem falar, principalmente a Alemanha, como país mais importante e maior.

Deve ser a chanceler alemã, mas entre ela e a oposição há uma clara demarcação”.

Até agora, os ministros da economia assumiam os comunicados aos Media.Foi o caso dos ministros alemão Philip Roesler, e do homólogo francês, François Baroin.

Todos esperam a reunião, agora anunciada, entre Sarkozy e merkel para adoptar medidas a dois que acalmem, na verdade, os mercados. SErá, em princípiop até ao fim do mês.