Última hora

Última hora

A viagem ao inferno de Samar Yazbek

Em leitura:

A viagem ao inferno de Samar Yazbek

Tamanho do texto Aa Aa

Aos 41 anos, Samar Yazbek é uma das escritoras mais conhecidas na Síria e uma das vozes mais contestatárias do regime de Bashar Al-Assad.

Ameaçada de morte no país de origem, refugiou-se em França no início de julho.

É alauita, tal como o presidente sírio, mas isso não impediu que fosse presa. Hoje conta o que viu:

“Na prisão vi jovens a serem espancados como animais. Vi faces ensanguentadas, narizes partidos, as palpebras inchadas. Estavam todos estendidos no chão. Tive e ainda tenho medo, mas a revolução não vai parar. O povo não quer continuar a ser governado por um gangue que derrama sangue sírio só para se manter no poder” afirma.

Uma experiência que a escritora e jornalista descreve como uma viagem ao inferno. Yazbek foi convidada a defender o regime, mas recusou e acabou por ser acusada de traição. Agora é à distância que promete continuar a dar voz aos que morrem em silêncio.