Última hora

Em leitura:

Países europeus lutam contra as vendas a descoberto


mundo

Países europeus lutam contra as vendas a descoberto

Estão proibidas as vendas a descoberto em vários mercados de ações europeus.

França, Itália, Espanha e Bélgica decidiram fazê-lo contra os “rumores” e a especulação desenfreada, que ocorreu esta semana, sobre os títulos mais frágeis.

O objetivo é estabilizar os mercados financeiros e tentar evitar efeitos desastrosos como os que se verificaram na bolsa francesa.

A medida tinha sido já introduzida pela Grécia a 8 de agosto.

A questão não passa ao lado dos Estados Unidos. O presidente norte-americano já falou da situação que a Europa enfrenta.

“A Europa vive um tumulto financeiro que provoca ondas na nossa costa. O trágico sismo no Japão feriu as economias por todo o globo, incluindo a nossa e cortou correntes que eram muito importantes para nós. Tudo isto desafiou a nossa economia, como vimos, desequilibrando o nosso mercado de valores, fazendo-o balançar, para cima e para baixo”, explicou Barack Obama.

Num comunicado publicado na noite de 5ª feira, a Autoridade de Regulação Financeira Europeia anunciou estas restrições com efeito a partir de hoje e que durarão quinze dias, mas o prazo pode vir a ser prorrogado.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

PM britânico busca soluções nos EUA