Última hora

Última hora

Síria: Mais mortos em dia de orações

Em leitura:

Síria: Mais mortos em dia de orações

Tamanho do texto Aa Aa

Dia de orações na Síria, esta sexta-feira ficou também marcada por novos ataques contra manifestantes anti-regime.

De acordo com ativistas, as forças de segurança mataram pelo menos oito civis em várias cidades, principalmente na região de Homs, no centro do país.

Os manifestantes não desistem do braço-de-ferro, cantando em uníssono que só se ajoelham perante Deus. As redes sociais continuam a ser o ponto de partida para convocar os protestos.

As principais concentrações desta sexta-feira aconteceram em Homs, mas também em Alep, Deir al Zour, em Damasco e Hama.

Hama que é o espelho da violência dos últimos dias: edifícios destruídos, fachadas cravejadas de balas e carros carbonizados dominam a paisagem local.

Desde o início da insurreição, em março, já morreram perto de dois mil civis.

No entanto, nada parece deter o banho de sangue, apesar da pressão de parte da comunidade internacional, dos Estados Unidos, da União Europeia e da Liga Árabe.