Última hora

Última hora

Orçamento italiano emagrece mais 45,5 mil milhões de euros

Em leitura:

Orçamento italiano emagrece mais 45,5 mil milhões de euros

Tamanho do texto Aa Aa

Para tentar conter os mercados, a Itália prepara-se para apertar ainda mais o cinto.

As novas medidas de austeridades do governo de Silvio Berlusconi foram apresentadas esta sexta-feira. É uma poupança de 45,5 mil milhões de euros em dois anos, que se junta aos 48 mil milhões aprovados há cerca de um mês.

O aumento dos impostos e a criação de um imposto de solidariedade para os rendimentos a partir de 90 mil euros por ano são algumas das medidas.

Berlusconi afirma que o seu “coração sangra” ao impôr estas medidas, porque sempre prometeu “não meter a mão no bolso dos italianos, mas a situação global mudou”.

A Itália, com uma dívida de mais de 1900 mil milhões de euros – cerca de 120% do Produto Interno Bruto (PIB) – está fortemente exposta aos ataques especulativos.

Berlusconi promete reduzir os custos com a máquina do estado, uma exigência da opinião pública, farta dos privilégios da classe política.

As transferências de verbas para as comunidades locais deverão ser cortadas em 10 mil milhões de euros e os deputados vão pagar mais impostos.