Última hora

Última hora

Cuba assinala casamento entre homossexual e mulher transgénero

Em leitura:

Cuba assinala casamento entre homossexual e mulher transgénero

Tamanho do texto Aa Aa

Em Cuba teve lugar o primeiro casamento entre um indivíduo homossexual e uma mulher transgénero.

Trata-se da primeira vez que tem lugar um casamento deste tipo naquele país no que está a ser visto como um sinal de mudança nas atitudes.

A noiva, Wendy Iriepa, de 37 anos, casou-se com Ignacio Estrada, 31 anos, homossexual e dissidente político.

Apesar da atenção recebida, Wendy diz que o seu casamento se transformou num acontecimento político. Algo que estava longe das suas intenções.

O casamento teve lugar no sábado, dia em que Fidel Castro celebrou 85 anos de idade.

Wendy é mulher desde 2007, altura em que foi sujeita à primeira operação do género feita em Cuba, país onde os casamentos homossexuais ainda são proibidos.

Mariela Castro, filha do líder cubano Raul Castro, dirige o centro nacional de educalção sexual, instituição que sempre defendeu os direitos dos homossexuais no país e apoiou a operação de Wendy.

“Estou muito contente de que ela se tenha casado, apesar de não ter sido com um heterossexual como era seu desejo mas parece que encontrou o amor da sua vida e vai celebrar isso. Desejo-lhes felicidades”, afirmou a filha de Raul Castro.

De recordar que nos anos 60 o regime de Fidel Castro considerava a homossexualidade um crime. No ano passado, o antigo líder cubano admitiu a sua culpa e apresentou desculpas pelos excessos cometidos.