Última hora

Última hora

Israelitas mantém pressão sobre o governo de Netanyahu

Em leitura:

Israelitas mantém pressão sobre o governo de Netanyahu

Tamanho do texto Aa Aa

Em Israel, as manifestações contra a carestia de vida reuniram mais de 70 mil pessoas em várias cidades.

As maiores multidões reuniram-se em Haifa, no norte do país e Bersheeva, a capital do Ngév, uma região bastante desfavorecida.

Entre música e animação, em todas as manifestações os mesmos slogans: “o povo exige justiça social”.

Há cerca de um mês que os israelitas protestam nas ruas contra o aumento do custo de vida e particularmente o preço incomportável da habitação.

Até agora, têm sido sobretudo as classes médias e os estudantes a liderarem o movimento.

No Sábado passado mais de 300 mil pessoas tinham-se manifestado em Tel Aviv. Sujeito a esta forte pressão, o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, diz-se pronto a infletir a sua política ultraliberal e criou uma comissâo encarregada de elaborar um programa de reformas sociais.