Última hora

Última hora

Fim da linha para o Rainbow Warrior II

Em leitura:

Fim da linha para o Rainbow Warrior II

Tamanho do texto Aa Aa

A mítica embarcação da Greenpeace chegou à idade da reforma mas vai continuar a trabalhar. O Rainbow Warrior II deixa de sulcar os mares para se transformar num hospital costeiro no Bangladesh. O navio foi rebatizado Rongdhonu, o que na língua local significa Amizade, que é também o nome da associação que se vai ocupar do navio.

“A parte da frente vai ser renovada e ser transformada em duas secções, com uma unidade dentária e outra de oftalmologia no primeiro nível, enquanto no segundo nível poderão ser feitas cirurgias” – explica a diretora da associação, Runa Khan.

O Rainbow Warrior II sucedeu à embarcação que os serviços secretos franceses fizeram explodir em 1985, matando um fotógrafo de origem portuguesa. O Rainbow Warrior III está já na calha e deve ser lançado à água ainda este ano.