Última hora

Última hora

Julgamento de Mubarak será à porta fechada

Em leitura:

Julgamento de Mubarak será à porta fechada

Tamanho do texto Aa Aa

Numa maca e com a aparência de estar mais debilitado do que na primeira audiência, o antigo presidente do Egito Hosni Mubarak compareceu na segunda sessão do tribunal que o julga e aos filhos, no Cairo.

São acusados de abuso de poder, corrupção e homicídio de manifestantes na revolução do início do ano.

Numa sala com mais de 150 advogados, o juiz acabou por adiar o processo para o dia 5 de setembro e anunciou que as audiências vão passar a ser à porta fechada.

O magistrado decidiu igualmente que Mubarak e o ex-ministro do Interior, Habib el Adli, serão julgados num único processo judicial, como pediam os advogados dos familiares das vítimas.

No exterior a polícia antimotim foi mobilizada em grande número. Terão participado mais de 5 mil elementos das forças de segurança.

Mesmo assim, manifestantes pró e contra Mubarak enfrentaram-se com pedras nas imediações do tribunal.