Última hora

Última hora

Revolta social na Índia

Em leitura:

Revolta social na Índia

Tamanho do texto Aa Aa

Uma onda de protestos está a espalhar-se pela Índia.

Esta quarta-feira, dezenas de milhar de pessoas reuniram-se no centro de Nova Deli, para apoiarem o jejum de um militante de 74 anos, que luta contra a corrupção.

Anna Hazare exige o endurecimento da lei que isenta o primeiro-ministro e os altos magistrados da nação de serem perseguidos pela justiça em casos de corrupção. Hazare foi detido por planear a greve de fome e recusou a libertação.

No parlamento, onde o projeto de lei está em discussão, o primeiro-ministro, Manmohan Singh,

defende que “o momento para impôr as alterações à lei é um equívoco e acarreta graves consequências para a nossa democracia parlamentar”.

Mas a causa de Hazare tem cada vez mais adeptos. É o segundo dia consecutivo que milhares de pessoas protestam nas ruas de diversas cidades do país.

Este movimento da Índia contra a corrupção, liderado por Anna Hazare apanhou de supresa as autoridades que tentam agora acalmar a tensão, mas vários observadores acreditam que esta crise poderá vir a transformar-se num movimento mais vasto de contestação, num contexto de abrandamento económico e de aumento generalizado dos preços.