Última hora

Última hora

Ucrânia: ex-aliados trocam acusações no tribunal

Em leitura:

Ucrânia: ex-aliados trocam acusações no tribunal

Tamanho do texto Aa Aa

O ex-presidente ucraniano testemunhou contra a antiga aliada da revolução laranja. Yulia Tymoshenko está a ser julgada por abuso de poder quando chefiava o governo sob a presidência de Viktor Yushchenko. Mas em 2009 a rutura entre os dois aliados estava consumada. À chegada ao tribunal em Kiev, o ex-chefe de Estado foi acusado de traição pelos apoiantes de Timoshenko.

Perante o sucedido, Viktor Yushchenko declarou-se “triste pelo que está a acontecer de lado a lado, porque assim, torna-se mais difícil de encontrar a verdade, transforma o processo num julgamento político e destabiliza a situação política na Ucrânia.”

Durante a audiência o ex-presidente disse que a antiga aliada assinou um acordo de gás com a Rússia a um preço demasiado elevado e prejudicial para a Ucrânia, por razões políticas.

Yulia Tymoshenko está detida desde o dia 5 de Agosto por ter assinado os acordos sem a aprovação do governo. O compromisso foi negociado pessoalmente com o chefe do executivo russo, Vladimir Putin.

Tymoshenko acusa o atual presidente Viktor

Yanukovich de orquestrar uma vingança política. Em 2004 a ex-primeira-ministra e Viktor Yushchenko foram os impulsionadores da Revolução Laranja que impediu, então, a eleição fraudulenta do agora chefe de Estado.