Última hora

Última hora

Ativista indiano leva adiante greve de fome

Em leitura:

Ativista indiano leva adiante greve de fome

Tamanho do texto Aa Aa

Foi na prisão que o ativista indiano Anna Hazare chegou a acordo com a polícia para levar adiante a greve de fome, mas por menos tempo que o previsto.

Um protesto que o seguidor de Gandhi pretendia manter por tempo indeterminado com objetivo de pressionar o governo a adotar medidas contra a corrupção nas altas esferas do poder, na Índia

A notícia foi recebida com entusiasmo pelos apoiantes do ativista:

“A corrupção está enraizada no nosso país. E não teremos outra oportunidade como esta, nem outro Anna. Como não posso fazer muito mais, decidi vir aqui hoje apoiar este movimento” afirma uma mulher.

O ativista anticorrupção deve sair da prisão esta sexta-feira para dar início a uma greve de fome de 15 dias. O protesto vai decorrer num parque público de Nova Deli.

Foi graças a uma iniciativa idêntica, em 2010, que Hazare conseguiu fazer com que fossem lançadas as discussões parlamentares. Mas o projeto de lei deixou de fora, por exemplo, o primeiro-ministro, os deputados e os juízes.