Última hora

Última hora

Israel responsabiliza palestinianos pelos ataques e bombardeia Gaza

Em leitura:

Israel responsabiliza palestinianos pelos ataques e bombardeia Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

Israel atacou posições palestinianas em Rafah, na Faixa de Gaza.

É a resposta do Estado hebraico aos atentados que, esta quinta-feira, sacudiram o sul do país, mas que ainda não foram reivindicados.

Tudo começou depois de homens armados abrirem fogo contra veículos civis e militares, a norte da cidade de Eliat, perto da fronteira com o Egito.

Pelo menos 14 pessoas morreram – sete delas israelitas – mais de duas dezenas ficaram feridas.

Seguiu-se um tiroteio entre as forças do exército israelita e os autores dos disparos. Segundo fontes militares, sete dos atacantes foram mortos.

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, fala de “um atentado à soberania” do Estado.

Já o ministro da Defesa diz que os ataques refletem o enfraquecimento do controlo do Egito sobre a península do Sinai na sequência da revolução que ocorreu no país. Ehud Barak aponta o dedo às milícias palestinianas e promete uma resposta firme.

O Hamas, movimento que controla a Faixa de Gaza descarta qualquer responsabilidade.

“Negamos que exista alguma relação entre o que aconteceu em Eliat e a Faixa de Gaza” afirma o porta-voz do Hamas, Taher Al-Nono.

O secretário-geral da ONU apela à contenção de palestinianos e israelitas para evitar uma escalada da violência.

De acordo com as últimas informações, os raides aéreos sobre a faixa de Gaza provocaram a morte a seis palestinianos, entre eles o líder de uma fação armada e uma criança.