Última hora

Última hora

Ativista anti-corrupção índio inicia jejum público de duas semanas

Em leitura:

Ativista anti-corrupção índio inicia jejum público de duas semanas

Tamanho do texto Aa Aa

Acabado de sair da prisão, Anna Hazare deu início a um período de jejum público em Nova Deli, na Índia, que vai durar duas semanas.

O ativista anti-corrupção, visto por muitos como o novo Ghandi, foi recebido em apoteose por milhares de pessoas, isto apesar da época das monções no país.

Hazare, cuja detenção na terça-feira esteve na origem de importantes manifestações, exige que o Estado endureça o projeto de lei que exime que o primeiro-ministro e os mais altos magistrados do país de serem perseguidos pela justiça caso sejam suspeitos de corrupção.

Aos 74 anos, Hazare tornou-se no porta-voz da ira da população contra a cultura da corrupção na vida de todos os dias.

Atualmente na Índia, a abertura de um estabelecimento comercial, a admissão numa escola, ou até mesmo tirar a carta de condução, nada disto é possível sem suborno.

Na terça-feira Anna Hazare foi detido por não aceitar a autorização para poder jejuar publicamente apenas durante três dias.