Última hora

Última hora

Breivik não vai sair de "tortura sádica"

Em leitura:

Breivik não vai sair de "tortura sádica"

Tamanho do texto Aa Aa

Mais quatro semanas em isolamento total, é o que Anders Breivik vai enfrentar. A decisão do tribunal de Oslo, na segunda audiência desde a detenção do homicida, vem contrariar os pedidos do mesmo.

Breivik solicitara o fim do isolamento, considerando a medida “uma tortura sádica”. Mas o juiz não acedeu, até porque há receios de que a sua comunicação com o exterior leve ao desaparecimento de provas.

O advogado de algumas das vítimas, Sigurd Klomset, revelou que, aparentemente, “ele não entende a dor e o sofrimento que provocou (…) o que constitui um desafio para os que o estão a avaliar”. Questionado sobre a possível existência de remorsos, o causídico é peremtório: “Não”.

“O Paraíso tornado Inferno”, assim ficou conhecida a ilha de Utoya, onde cerca de 500 familiares e amigos se deslocaram para prestar homenagem às vítimas de um homem que provoca constantemente a justiça: outro dos seus pedidos era comparecer a tribunal vestido de fraque.