Última hora

Última hora

Egito retira o seu embaixador em Israel

Em leitura:

Egito retira o seu embaixador em Israel

Tamanho do texto Aa Aa

O Egito decidiu retirar o seu embaixador em Israel, como protesto contra a morte de elementos das suas forças de segurança, na sequência de um incidente ocorrido quinta-feira na fronteira entre os dois países.
 
Pela primeira vez em 11 anos o Egito ordenou o regresso a casa de um seu embaixador em Israel.
 
O Ministério dos Negócios Estrangeiros egípcio convocou, também, o embaixador de Israel no Cairo para se explicar face aos ataques em que morreram um oficial da polícia e dois soldados egípcios. 
 
O Egito exige a Israel um pedido de desculpas oficial e mais investigações, para apurar as circunstâncias em que os três militares foram mortos.
 
O anúncio das mortes provocou a cólera de centenas de egípcios que protestaram junto à embaixada israelita.
 
 
 
 
Ministério dos Negócios Estrangeiros egípcio convocou o embaixador de Israel no Cairo para se explicar face aos ataques em que morreram um oficial da polícia e dois soldados egípcios.

O Egito exige um pedido de desculpas oficial e mais investigações a Israel, para apurar as circunstâncias em que, há dois dias, os três militares foram mortos, junto da fronteira com o estado hebreu.

O anúncio das mortes provocou a cólera de centenas de egípcios que protestaram junto à embaixada israelita.

O Egito decidiu retirar o seu embaixador em Israel, esta madrugada, para protestar contra a morte de elementos das suas forças de segurança, na sequência de um incidente ocorrido quinta-feira na fronteira, elevando as tensões entre os dois países.

“O Egito decidiu retirar o seu embaixador em Israel até que seja apresentado um pedido de desculpas oficial”, indicou a televisão estatal, citada pela AFP.

Esta foi a primeira vez em 11 anos que o Egito ordenou o regresso a casa de um seu embaixador em Israel.