Última hora

Última hora

Índia: Ativista anti-corrupção traz milhares de pessoas para a rua

Em leitura:

Índia: Ativista anti-corrupção traz milhares de pessoas para a rua

Tamanho do texto Aa Aa

Em Nova Deli pelo menos 10 mil pessoas reuniram-se, sábado, para apoiar o ativista anti-corrupção Anna Hazare.

O ativista de 74 anos, que galvanizou grande parte da Índia, encontra-se no quarto dia de greve de fome. Uma forma de luta que afirma ir manter até que o governo indiano aprove leis anti-corrupção mais duras.

“Há uma ameaça ao país que vem não apenas dos inimigos mas também daqueles que são corruptos”,

afirmou o ativista, em Nova Deli, no seu primeiro dia de greve de fome em liberdade.

Hazare transformou-se no pesadelo do primeiro-ministro Manmohan Singh, e chegou a ser preso no início da semana, mas a popularidade de Hazare fez o governo recuar, tendo sido libertado sexta-feira. E, sábado, o parlamento indiano publicou anúncios nos jornais, onde pedia sugestões para a criação de leis anti-corrupção.

Mais de 500 manifestações contra a corrupção e pró-Hazare aconteceram por todo o país.

Os protestos, em parte alimentados através das redes sociais, fizeram abanar não só o partido no poder como toda a classe política.