Última hora

Última hora

Sobreviventes do massacre de Utoeya voltam ao local da tragédia

Em leitura:

Sobreviventes do massacre de Utoeya voltam ao local da tragédia

Tamanho do texto Aa Aa

Sobreviventes do massacre de 69 pessoas, de um campo de verão de jovens, na ilha norueguesa de Utoeya, voltaram, sábado, ao local onde companheiros e amigos foram assassinados.

Mais de mil sobreviventes e familiares estão de regresso ao local do drama para enfrentar as dolorosas memórias da tragédia de há um mês.

“Temos de nos focar na oportunidade de podermos regressar à ilha antes que ela seja aberta ao público. Devemos de nos lembrar da ilha não apenas pelos momentos tristes mas também por alguns positivos.

A procura dessas memórias em conjunto, a procura de conforto e o estar em conjunto, é um passo muito importante neste processo muito difícil que têm de enfrentar”, afirmou Per Brekke, do departamento de Justiça de Oslo.

Anders Behring Breivik, de 32 anos, é o autor confesso do massacre.

No dia do massacre, 22 de julho, disfarçado de polícia, ele atraiu os jovens dizendo querer informá-los sobre o atentado à bomba em Oslo, que ele próprio tinha realizado momentos antes, e onde morreram seis pessoas.

Armado com uma espingarda semi-automática e uma pistola, durante uma hora o assassino andou pela ilha e disparou sobre os jovens que lhe surgiam no caminho.