Última hora

Última hora

Obama apela a uma transição pacífica na Líbia

Em leitura:

Obama apela a uma transição pacífica na Líbia

Tamanho do texto Aa Aa

Barack Obama interrompeu as férias para felicitar os rebeldes líbios e pedir um transição pacífica, justa e sem vinganças. E garantiu que os Estados Unidos vão ser um parceiro da nova Líbia.

O presidente norte-americano lembra que “o regime colapsou mas ainda existem confrontos em algumas zonas e há informações de que elementos fiéis ao regime ainda não se renderam. Apesar de ser claro que terminou o mandado Khadafi, o coronel ainda tem a oportunidade de diminuir o banho de sangue e renunciar ao poder, pedindo aos que ainda resistem nos combates para se renderem, a favor da Líbia”.

Obama diz ainda que esta é uma revolução do povo líbio e os sacrifícios foram extraordinários. Agora já é possível lutar pelo que merecem. Daqui para a frente, os Estados Unidos vão manter-se em coordenação com o Tribunal Penal Internacional para apoiar um bom futuro para o país.”

Barack Obama mostrou-se também disponível para apoiar financeiramente o novo governo.