Última hora

Última hora

: Complexo de Khadafi conquistado mas nem sinal do coronel

Em leitura:

: Complexo de Khadafi conquistado mas nem sinal do coronel

Tamanho do texto Aa Aa

Era visto como uma fortaleza inexpugnável; no entanto, o quartel-general de Muammar Khadafi foi tomado pelos rebeldes.

Os insurgentes invadiram o complexo residencial do coronel líbio, numa conquista determinante, uma vez que este bastião era um dos principais símbolos do poder.

A grande questão agora é saber onde pára Khadafi. O seu paradeiro é um mistério. Aparentemente, não foi encontrado no complexo de Bab al-Azizya. O Pentágono afirma que ele ainda está em território líbio. Há quem avance a hipótese de ele já ter fugido para a Argélia.

Mas Trípoli é ainda uma cidade debaixo de fogo. Apesar de os rebeldes já celebrarem a vitória, os combates intensificaram-se nas ruas.

As forças lealistas defendem-se, disparando indiscriminadamente, naquele que é considerado o derradeiro combate pelo poder líbio.

Um jornalista da CNN registou tiros no Rixos, o hotel onde estão alojados os jornalistas estrangeiros. Matthew Chance adiantou o receio de as tropas do regime ocuparem o edifício, no sentido de fazer reféns.

Os confrontos não ficam pela capital líbia; estendem-se ao resto do país. O porto petrolífero de Ras Lanuf foi tomado pelos insurgentes; a cidade natal de Khadafi, Sirte, estará também a ferro e fogo pelo domínio.

O representante do Conselho Nacional de Transição na ONU, Ibrahim Dabashi, garante que o regime de Khadafi já caiu e que, nas próximas 72 horas, os opositores vão assumir o controlo total da Líbia.

Os Estados Unidos afirmam que vão transferir cerca de mil milhões de euros para este organismo, dinheiro que virá de fundos congelados da Líbia em território americano.

Aliás, os membros deste Conselho dizem que vão começar a negociar, esta quarta-feira, os custos da transição para a democracia, o que atesta da confiança que mantêm na vitória rebelde.