Última hora

Última hora

UE concerta estratégia diplomática sobre a Líbia

Em leitura:

UE concerta estratégia diplomática sobre a Líbia

Tamanho do texto Aa Aa

Bengazi, cidade berço da rebelião na Líbia, recebeu, em Maio passado, a visita de Catherine Ashton, que ali inaugurou a representação oficial da União Europeia.

Na altura, a chefe da diplomacia dos 27 garantiu apoio ao Conselho Nacional de Transição. Agora é tempo de concertar posições sobre o papel da União Europeia no futuro da Líbia.

“Esta é uma situação de teste à nossa flexibilidade, de como definir uma estratégia de curto e de longo prazo para apoiar o povo líbio”.

Ashton anunciou que, no final da semana, vai reunir-se, na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, com altos responsáveis da cena internacional. O objetivo é definir o raio de ação dos vários intervenientes, para que a ajuda da União Europeia seja o mais eficaz possível.

“Disse hoje aos meus colegas que esta é uma situação inédita, em que estamos a ver como podemos ser mais flexíveis, como podemos agir de forma mais rápida no terreno. E temos também de perceber aquilo que nós fazemos melhor e aquilo em que temos de trabalhar em colaboração. Mas sempre sob o comando das Nações Unidas, da União Africana e da Liga Árabe”.