Última hora

Última hora

Steve Jobs é insubstituível?

Em leitura:

Steve Jobs é insubstituível?

Tamanho do texto Aa Aa

Steve Jobs vai abandonar a direção da Apple. Será que o cofundador da multinacional e verdadeiro ícone da indústria tecnológica é insubstituível?

A direção ficará a cargo do número dois, Tim Cook, um nome escolhido pelo próprio Jobs. Mas, será que a trajetória ascendente da empresa vai prosseguir?

Para um analista de Silicon Valey a companhia é bastante sólida.

“Poderá haver um receio do ponto de vista do investidor que a Apple impluda. Mas isso está longe da verdade. É uma das companhias mais bem geridas do mundo, com melhores perspetivas de crescimento e melhores reservas financeiras. Aliás espero que a Apple venha a ser ainda mais forte e não mais fraca”, Tim Bajarin.

No mercado alemão, os títulos da Apple desceram seis por cento com o anúncio da saída de Jobs. Alguns fãs mostram-se pessimistas face ao futuro, outros desvalorizam a notícia.

“Não creio que vai continuar a haver tanta inovação, ele era o cérebro, aquele que tinha as ideias”, considera um cidadão alemão.

“Eu penso que o sucesso da Apple não se deve apenas o Steve Jobs. A empresa pode continuar sem ele”.

Foi sob a liderança de Steve Jobs que a Apple lançou uma série de produtos de sucesso, incluindo o iPod, o iPhone e o iPad.

Jobs encontra-se desde janeiro de baixa médica devido a complicações de saúde associadas a um tumor no pancreas.

O carismático magnata norte-americano vai permanecer na empresa como presidente do conselho de administração.

Está para breve o lançamento do iphone 5 e há notícias que dão como certa a comercialização de uma versão mais barata do iphone 4 para competir no feroz mercado dos smartphones.