Última hora

Última hora

Japão: Arrancou a corrida para primeiro-ministro

Em leitura:

Japão: Arrancou a corrida para primeiro-ministro

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro japonês cumpriu o prometido e apresentou a demissão esta sexta-feira. Naoto Kan não resistiu politicamente ao sismo e ao tsunami de 11 de março nem à crise nuclear de Fukushima.

As críticas à forma como reagiu ao desastre surgiram de todos os quadrantes e ele próprio acabou por reconhecer que a resposta não foi suficientemente rápida.

Num discurso televisivo, Kan anunciou a demissão como líder do Partido Democrático e assegurou que, assim que for escolhido o sucessor, deixa o cargo de primeiro-ministro.

O Partido Democrático vai eleger o novo líder na segunda-feira. Um dia depois, o Parlamento deve aprovar o novo nome para o cargo de primeiro-ministro.

Está, assim, aberta a corrida para escolher o sexto chefe de Governo em cinco anos. As sondagens apontam Seiji Maehara, ex-ministro dos Negócios Estrangeiros, como o favorito.

O principal desafio do próximo primeiro-ministro é encontrar a fórmula para financiar a reconstrução do país sem aumentar o enorme défice e o volume da dívida pública. Motivos que levaram a agência de notação Moody’s a cortar o rating da dívida de longo prazo do Japão.