Última hora

Última hora

Líbia: libertação de quatro jornalistas italianos

Em leitura:

Líbia: libertação de quatro jornalistas italianos

Tamanho do texto Aa Aa

Os quatro jornalistas italianos raptados na Líbia deverão regressar ao país nas próximas horas, depois de terem sido libertados esta quinta-feira.

Os enviados especiais dos jornais Corriere de la Sera, La Stampa e Avvenire tinham sido capturados por milicianos pró-Kaddafi, nos arredores de Tripoli.

Um sequestro de 24 horas que sublinha o clima de insegurança na capital líbia, onde os rebeldes tentam pôr fim às últimas bolsas de resistência dos combatentes pró-Kaddafi.

Em Roma, uma habitante considera importante que os jornalistas estejam no terreno, apesar dos riscos e perigos de uma zona de combate.

Outra afirma que trata-se de uma escolha, cada profissão compreende os seus riscos, e neste caso os jornalistas estavam ao corrente do perigo da sua missão.

Os raptores executaram o motorista que acompanhava os jornalistas. Os três homens e uma mulher teriam sido libertados também por uma milícia pró-Kaddafi de um apartamento nos arredores do complexo presidencial em Tripoli.