Última hora

Última hora

Tripoli tenta regressar à normalidade apesar da escassez de água

Em leitura:

Tripoli tenta regressar à normalidade apesar da escassez de água

Tamanho do texto Aa Aa

Em Tripoli a escassez de água potável é um problema de topo para a nova administração da cidade.

A Unicef anunciou que vai tentar fazer chegar nos próximos dias cinco milhões de litros de água à capital Líbia.

Desde o início dos confrontos os cortes de eletricidade e a escassez de petróleo têm impedido os serviços de cobrirem as necessidades de água de todo o país.

“A vida é muito difícil Não há gás, temos de sair de casa para procurar lenha”, disse um habitante de Tripoli.

E se para a maioria dos habitantes de Tripoli, a falta de água para consumo é por si só um problema, para quem precisa dela também para trabalhar é ainda mais complicado.

“Não há água suficiente, por isso os clientes começam a escassear. Aqui não há água há já quatro dias”, lamentou o barbeiro Jassem Habib.

Contudo, apesar de cerca de 60% dos habitantes de Tripoli não ter água, a vida começa lentamente a regressar ao normal. Algumas lojas já abriram e em alguns mercados já é possível o abastecimentos de vegetais frescos.