Última hora

Última hora

Corrida à venda de ouro usado

Em leitura:

Corrida à venda de ouro usado

Tamanho do texto Aa Aa

Com o ouro em alta, multiplicam-se as lojas que compram peças usadas, assim como se multiplicam as pessoas que vendem objetos construídos com o material precioso.

No Japão, as pessoas tentam fazer dinheiro, desfazendo-se de jóias e de coisas mais insólitas. Keiko Adachi vendeu o dente de ouro da placa da mãe, que já morreu. O dente, dois anéis e um brinco renderam-lhe o equivalente a 140 euros.

Este antigo monge budista tentou vender uma estatueta, mas os empregados não conseguiram determinar a pureza do ouro e não a aceitaram. “O preço do ouro quadruplicou. Isso fez-me pensar duas vezes acerca do valor monetário e espiritual que tinha para mim. Eu vou ficar contente, quer receba quatro vezes mais por ela, quer a volte a levar para o altar de minha casa”, disse Taiko Ninomiya.

Com a subida do preço do ouro, tem vindo a aumentar o número de assaltos a ourivesarias. Em Portugal, nos primeiros cinco meses do ano, os roubos aumentaram quase 30% em relação ao mesmo período do ano passado.