Última hora

Última hora

Cuba: Damas de Branco pedem a ajuda à Igreja

Em leitura:

Cuba: Damas de Branco pedem a ajuda à Igreja

Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de três dezenas de dissidentes políticos foram detidos, em Cuba, nas últimas semanas.

A denúncia é feita pela Comissão de Direitos Humanos e Reconciliação Nacional. Mas não são os únicos. Também as chamadas Damas de Branco – que desde 2003 pedem a libertação dos presos políticos – dizem estar a ser perseguidas pelo regime de Raul Castro.

“O governo enviou mais de mais de 300 homens. Estavam vestidos de negro como se fossem ninjas, apareceram com carros de bombeiros e lançaram gás lacrimogéneo” afirma uma mulher

As Damas de Branco pedem ajuda à Igreja Católica.

No ano passado, a intervenção do cardeal Jaime Ortega – autoridade máxima instituição – junto do governo cubano permitiu dar continuidade às marchas pacíficas. O mesmo mediador conseguiu, depois, um acordo histórico que permitiu libertar mais de uma centena de presos políticos.