Última hora

Última hora

Tripoli celebra fim do Ramadão na Praça dos Mártires

Em leitura:

Tripoli celebra fim do Ramadão na Praça dos Mártires

Tamanho do texto Aa Aa

É a primeira vez que Tripoli assiste às celebrações da oração do Aid al Fitr na praça principal da cidade. A antiga Praça Verde, sob o regime de Kaddfi, rebatizada Praça dos Mártires, transformou-se no local da festa por excelência do calendário muçulmano.

A fé dá lugar à alegria. Uma espécie de milagre, que muitos sentem necessidade de exprimir:

“E uma coisa que nunca sentimos. Nunca imaginei em toda a minha vida, que podíamos viver um momento como este, sem Muammar”, exprime uma jovem.

“Ele é meu irmão. O outro nosso irmão morreu como mártir. Só me resta ele. Nós somos a família Hammi e tu, Kaddafi, que mataste o nosso irmão, hoje celebramos a tua desgraça. É o primeiro Aïd em que saímos para celebrar com alegria e sem choros”, conta uma mulher.

E at’e as crianças têm uma palavra a dizer:

“O Aïd sem Kaddafi é o melhor”

Vestidos com roupas novas, como manda a tradição, milhares de fiéis ouviram o imã que conduziu a oração felicitar-se pela partida do tirano e apelar à unidade dos líbios.

Este é um final de Ramadão com sabor a esperança, uma festa a que assistiu o repórter de euronews Mustafa Bag:

“Na Praça dos Mártires, a emoção é grande. Aqui diz-se que há duas celebrações no mesmo dia, porque Kaddafi deixou a cidade”.