Última hora

Última hora

Lituânia: Minoria polaca em protesto contra reforma educativa

Em leitura:

Lituânia: Minoria polaca em protesto contra reforma educativa

Tamanho do texto Aa Aa

Na Lituânia, a rentrée escolar está a ser marcada por protestos. Cerca de mil alunos, pais e professores de escolas de minoria polaca manifestaram-se esta sexta-feira em frente ao Palácio presidencial, em Vilnius, contra uma nova lei.

Na prática os alunos de escolas polacas terão de estudar mais disciplinas, como História, em lituano.

“Reunimo-nos aqui para demonstrar que as autoridades lituanas cometeram um erro. Agora as condições de estudo são mais difíceis. Neste momento estou a frequentar o ensino secundário, no 12º ano. Os que estão no 11º teriam de estudar com o mesmo programa das escolas, o que quer dizer que teriam de estudar mais horas da língua lituana”, denuncia Dariusz Staczkevicz.

As autoridades lituanas dizem que a nova lei serve para ajudar as minorias a progredir na aprendizagem da língua lituana. O ministro da Educação, Gintaras Steponavicius, não quer ouvir falar em greves: “A forma como se estão a realizar publicamente os protestos é normal para uma sociedade democrática, mas por outro lado não vamos tolerar que as escolas incitem país e os alunos a não assistirem às aulas.”

Até agora as minorias podiam estudar quase todas as disciplinas na língua materna.

A minoria polaca lituana conta com cerca de 200 mil pessoas e uma centena de escolas.