Última hora

Última hora

A morte a conta gotas continua nas cidades sírias

Em leitura:

A morte a conta gotas continua nas cidades sírias

Tamanho do texto Aa Aa

Hoje pelo menos 25 pessoas foram mortas em várias regiões do país, vítimas da repressão das forças do Presidente Bachar al Asad.

As manifestações contra o regime não perdem força apesar da violência militar e o movimento de oposição à ditadura ganha nova organização.

O porta-voz dos chamados Comités de Coordenação Local, Omar Edelbe, afirmou que pelo menos 12 mortes ocorreram esta noite de sábado na região de Damasco, onde as rusgas e detenções casa são uma constante. A cidade de Hama foi um dos locais onde os activistas voltaram a ser atacados durante as manifestações deste fim de semana.