Última hora

Última hora

EUA: Perry e Romney dominam debate republicano

Em leitura:

EUA: Perry e Romney dominam debate republicano

Tamanho do texto Aa Aa

Foi o primeiro de seis debates no seio do Partido Republicano com vista às eleições presidenciais de 2012, nos Estados Unidos. E para um primeiro exercício do género, até foi extremamente animado.

O governador do Texas, Rick Perry, estreou-se neste tipo de debate a atacar tudo e todos. Tratou Barack Obama de mentiroso, defendeu que a segurança social é uma fraude e não poupou aquele que deverá ser o seu mais direto adversário, Mitt Romney, ao afirmar que “apesar de ter um bom setor privado, o setor público deixa a desejar” e afirmou ter criado “mais postos de trabalho nos últimos três meses no Texas” do que Romney “em quatro anos no Massachusetts.”

Uma provocação que não ficou sem resposta do seu opositor. O antigo governador do Massachusetts defendeu que “os Estados são diferentes. O Texas é um grande Estado. Não se paga impostos, há um direito ao trabalho, uma legislatura republicana, um Supremo Tribunal republicano. O Texas tem muito petróleo e gás. São coisas maravilhosas, mas o governador Perry não acredita ter sido ele a criá-las. Se não, seria como o Al Gore que disse que inventou a Internet”, concluiu.

Os dois candidatos às primárias republicanas acabaram por centrar todas as atenções. Muito menos interveniente esteve Michele Bachman, uma das figuras de proa do movimento ultraconservador “Tea Party”.

E porque o desemprego é um dos problemas crónicos e um dos principais temas de debate nos Estados Unidos, Barack Obama vai anunciar, esta noite, no Congresso, um pacote de 300 mil milhões de dólares (213 mil milhões de euros) para a criação de postos de trabalho.