Última hora

Última hora

Hillary Clinton diz que Al Qaeda volta a ameaçar

Em leitura:

Hillary Clinton diz que Al Qaeda volta a ameaçar

Tamanho do texto Aa Aa

A secretária de Estado norte-americana acusa a Al Qaeda de estar envolvida na nova ameaça terrorista aos Estados Unidos.

Hillary Clinton invocou “um relatório específico, credível, mas por confirmar, de que a Al Qaeda está novamente a tentar fazer mal aos norte-americanos e visa, em particular, Nova Iorque e Washington”.

No entanto, destacou que os Estados Unidos de 2011 são um país mais robusto: “Dez anos depois, fizemos importantes avanços. O nosso governo está melhor organizado. As nossas defesas estão mais seguras do que no 11 de setembro. Mas ainda enfrentamos ameaças reais, como vemos hoje, e há mais trabalho a ser feito”, declarou Hillary Clinton, esta sexta-feira, em Nova Iorque.

Uma década depois dos atentados que fizeram quase três mil mortos, a chefe da diplomacia norte-americana admitiu que é impossível detetar todas as conspirações e que a Al Qaeda ainda é capaz de perpetrar ataques regionais e internacionais. Mas estendeu a mão aos parceiros internacionais para uma luta comum.

“Também aprendemos que para vencer uma rede terrorista precisamos de atacar o seu financiamento, recrutamento e refúgios. Precisamos de visar a sua ideologia e a sua propaganda para que todas as comunidades reconheçam a ameaça que os extremistas representam e lhes neguem proteção e apoio. E precisamos de parceiros internacionais eficazes nos governos e na sociedade civil para alargarem este esforço a todos os locais onde os terroristas operam”, concluiu a secretária de Estado norte-americana.

Nesse sentido, Hillary Clinton anunciou que vai ser criado, ainda este mês, um Fórum Internacional de Luta contra o Terrorismo, onde vão alinhar 30 países.

Uma iniciativa para mostrar que os Estados Unidos não querem assumir sozinhos a cruzada contra o terrorismo, a dois dias do décimo aniversário do ataques que destruiram um dos símbolos do poderio económico norte-americano.